Serrapilheira – Chamada de Apoio à Pesquisa

O Instituto Serrapilheira lança nesta quarta-feira, 18 de setembro, a sua terceira Chamada Pública de Apoio à Pesquisa Científica. O objetivo é selecionar até 24 jovens pesquisadores que façam grandes perguntas nas áreas de Ciências Naturais, Ciência da Computação e Matemática. Os contemplados receberão grants de até R$ 100 mil, cada.

Como nas chamadas anteriores, o Serrapilheira procura pesquisadores criativos com perguntas ambiciosas que busquem, sobretudo, compreender as questões fundamentais da ciência, ainda que os projetos envolvam estratégias de risco. Por acreditar que a diversidade é essencial para uma ciência de qualidade por promover a pluralidade de ideias, o instituto encoraja a candidatura de mulheres, pessoas negras e de outros grupos sub-representados.

Os requisitos são que o candidato tenha vínculo permanente com alguma instituição de pesquisa no Brasil e que tenha concluído o doutorado entre 1º de janeiro de 2012 a 31 de dezembro de 2017. Esse prazo é estendido em um ano para mulheres com um filho e em dois anos para aquelas com dois ou mais filhos.

Os cientistas contemplados com o apoio de R$ 100 mil são reavaliados após um ano. A partir daí, até três terão o apoio renovado e receberão até R$ 1 milhão, para investir em suas pesquisas por três anos. “Apoiamos projetos em longo prazo porque a ciência de qualidade precisa de tempo para ser desenvolvida”, afirma o diretor-presidente do Serrapilheira, Hugo Aguilaniu. “A pesquisa básica é rodeada de incertezas, mas tem o potencial de mudar o mundo.”

O Serrapilheira, no entanto, vai além de uma fonte de financiamento. “Queremos colocar os jovens cientistas em rede de modo que matemáticos possam encontrar biólogos ou físicos, por exemplo, e muitas colaborações interessantes possam surgir dali”, destaca a diretora de Pesquisa Científica, Cristina Caldas. “Oferecemos treinamentos, encontros anuais, estimulamos ações de divulgação científica, ciência aberta e diversidade. Procuramos ser, sobretudo, um parceiro ativo na construção de um ambiente favorável à pesquisa de excelência.”

Parte do processo seletivo pede que o candidato responda a questões que o farão refletir sobre qual é a sua grande pergunta fundamental e como ela está inserida em um contexto mais amplo. “Estamos fazendo um convite para que os jovens cientistas mergulhem nas incertezas e os desconhecidos de suas áreas”, completa Caldas.

Confira o edital completo aqui. As inscrições vão de 18 de novembro a 18 de dezembro de 2019.

(Texto de  Clarice Cudischevitch)